3 VERDADES DE DEUS



1 – DEUS REVELA-SE


“EU SOU AQUELE QUE SOU.” Ex 3,14

RAZÃO PRIMEIRA: PORQUE É DEUS E TEM MENSAGEM.


ARGUMENTOS:

1 - Ele não seria Deus se não Se revelasse. Sequer se saberia se Ele existe.
2 - Se Ele Se revelou e Se revela, deixou e deixa mensagem. Se não deixou nem deixa mensagem, por que Se revelaria?
3 - Ele Se revela pessoalmente a cada ser humano, mas também já Se revelou publicamente em várias situações. O conjunto delas convencionou-se chamar 'A Revelação', e é o que está registrado nas Escrituras.
4 - Ao serem divulgadas, porém, as Revelações Públicas tornam-se também testemunhos pessoais, e enquanto tais, para que sejam acolhidas, mais uma vez fazem-se necessárias Suas Revelações Pessoais a quem as recebe.
5 - Sua mensagem é inteligível e coerente, ontem, hoje e sempre. Logo, as Revelações Pessoais encaixam-se perfeitamente com as Revelações Públicas.
6 - Aos que cultuam um deus meramente pessoal, fica a pergunta: por que Ele Se revelaria apenas pessoal e não publicamente? Que seria da humanidade através dos tempos? Como Ele demonstraria Sua unicidade e onipotência?
7 - Centelha de Deus é diferente de Revelação. Ele conduz o coração sincero, mas Se revelaria em várias religiões, muitas delas por seus preceitos até antagônicas? Deve-se, portanto, distinguir a Religião Revelada pelo próprio Deus de religião intuída.

    “Desde a criação do mundo, as perfeições invisíveis de Deus, o Seu sempiterno poder e divindade, tornam-se visíveis à inteligência, por Suas obras...” Rm 1,20



2 – DEUS ENCARNOU EM JESUS


“E o Verbo fez-Se carne e habitou entre nós, e vimos Sua glória...” Jo 1,14

RAZÃO PRIMEIRA: FOI UMA MANIFESTAÇÃO ÍMPAR.


ARGUMENTOS:

1 - Apesar das reconhecidas e naturais imperfeições das profecias no Velho Testamento, as que prediziam Jesus contêm espantosas precisões.
2 - Deus revelar-Se em forma humana é mais que coerente quando sabemos ser ‘Sua imagem e semelhança’.
3 - Não existe registro de igual ou maior manifestação divina que a de Jesus; nem em poder, nem em mensagem.
4 - Por critério de coerência e abrangência, a Doutrina, os testemunhos e os fatos históricos contidos nos Evangelhos e nos demais escritos do Novo Testamento são inquestionáveis.
5 - Como não acatar a veracidade do testemunho dos Apóstolos e de tantos outros santos, se preferiram o martírio a calar-se?

    “Se vos tenho falado das coisas terrenas e não Me credes, como crereis se vos falar das celestiais?” Jo 3,12

    “Aquele que vem de cima é superior a todos. Aquele que vem da terra é terreno e fala de coisas terrenas. Aquele que vem do Céu é superior a todos. Ele testemunha as coisas que viu e ouviu, mas ninguém recebe o Seu testemunho. Aquele que recebe o Seu testemunho confirma que Deus é verdadeiro. Com efeito, Aquele que Deus enviou fala a linguagem de Deus, porque Ele concede o Espírito sem medidas. O Pai ama o Filho e confiou-Lhe todas as coisas.” Jo 3,31-35

    “Desse modo, todos honrarão o Filho, bem como honram o Pai. Aquele que não honra o Filho, não honra o Pai, que O enviou.” Jo 5,23

    “Quem come a Minha Carne e bebe o Meu Sangue tem a Vida Eterna; e Eu o ressuscitarei no último dia.” Jo 6,54

    “Se alguém quiser cumprir a vontade de Deus, distinguirá se a Minha Doutrina é de Deus ou se falo de Mim mesmo.” Jo 7,17

    “Eu sou a Luz do mundo; aquele que Me segue não andará em trevas, mas terá a Luz da Vida.” Jo 8,12

    Se Me conhecêsseis, certamente conheceríeis também a Meu Pai. Jo 8,19b

    “Vós sois cá de baixo, Eu sou lá de cima. Vós sois deste mundo, Eu não sou deste mundo.” Jo 8,23

    “Eu e o Pai somos um.” Jo 10,30

    “Vós Me chamais Mestre e Senhor, e dizeis bem, porque Eu o sou.” Jo 13,13

    “Aquele que Me viu, também viu o Pai.” Jo 14,9b

    “Meu Senhor e Meu Deus.” Jo 20,28

    “Passarão o céu e a terra, mas as Minhas Palavras não passarão.” Mc 13,31



3 – JESUS CONDUZ A IGREJA


“... edificarei a Minha Igreja, e as portas do inferno não prevalecerão sobre ela.” Mt 16,18

RAZÃO PRIMEIRA: POR QUE TERIA CHAMADO 12 APÓSTOLOS?


ARGUMENTOS:

1 - Se Jesus não precisa de testemunho humano, e assim não teria fundado a Igreja para levar Sua mensagem, por que teria chamado e enviado os 12 Apóstolos?
2 - Tendo comunicado aos Apóstolos Sua mensagem, Jesus, em Sua onipotência, não continuaria cuidando para que ela fosse corretamente divulgada e compreendida?
3 - Jesus, como Deus, permitiria que os Evangelhos fossem maus escritos ou deturpados?
4 - Se não nos detivermos no Jesus dos Evangelhos, que Jesus teríamos?
5 - Zeloso de nossa Salvação, Jesus deixaria Sua Igreja se corromper?
6 - Ele nos confundiria edificando muitas e divergentes igrejas?
7 - Apesar dos mistérios que não foram revelados, a mensagem de Deus é plenamente racional.
8 - A vitoriosa História da Igreja é mais uma inconteste prova da divindade de Jesus e de que Ele a conduz.
9 - Por si, em coerência e abrangência, as aparições e as mensagens de Nossa Senhora compõem um inquestionável testemunho!
10 - A fé vem pelo viver, pelo ouvir e pelo ler.

    “Ensinai às nações a observar tudo que vos prescrevi. Eis que estou convosco todos os dias, até o fim do mundo.” Mt 28,20

    “Se recusa ouvi-los, dize-o à Igreja. E se recusar ouvir também a Igreja, seja ele para ti como um pagão e um publicano.” Mt 18,17

    “Quem vos ouve, a Mim ouve; e quem vos rejeita, a Mim rejeita; e quem Me rejeita, rejeita Aquele que Me enviou.” Lc 10,16

    “... Cristo amou a Igreja e entregou-Se por ela, para santificá-la, purificando-a pela água do Batismo com a Palavra, para apresentá-la a Si Mesmo toda gloriosa, sem mácula, sem ruga, sem qualquer outro defeito semelhante, mas santa e irrepreensível.” Ef 5,25b-27